FAQ

Perguntas frequentes sobre a revitalização do Cais Mauá

Como está a liberação das licenças para as obras de revitalização?

Como está a liberação das licenças para as obras de revitalização?

- Em 23 de dezembro de 2015 a Prefeitura da Capital entregou parecer favorável ao EIA-RIMA.Na mesma ocasião, a Cais Mauá do Brasil S/A., entregou o Estudo de Viabilidade Urbanística (EVU), em ato oficial no Gabinete da prefeitura da Capital ao prefeito José Fortunati.
- A empresa agora aguarda o processo de Aprovação do Estudo de Viabilidade Urbanística (EVU). Finalizada esta etapa, aguarda-se a aprovação do Projeto Legal e, na sequência, a emissão da Licença Prévia (LP) e, por último, a emissão da Licença de Instalação (LI)

Quando ocorreu a audiência pública?

Quando ocorreu a audiência pública?

A audiência pública foi realizada no dia 18 de setembro, na sede Moinhos de Vento do Grêmio Náutico União.


Para quando está prevista a conclusão da obra e a liberação dos primeiros espaços?

Para quando está prevista a conclusão da obra e a liberação dos primeiros espaços?

Estima-se que serão necessários 24 meses de obras para que os armazéns do Complexo Cais Mauá sejam revitalizados, contados a partir da obtenção de todas as licenças e autorizações relativas ao projeto.

Em 23 dezembro de 2015 foi entregue na Prefeitura o EVU - Estudo de Viabilidade Urbanística e, na mesma data, a empresa recebeu o aceite ao EIA-RIMA - Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental. A prefeitura concedeu prazo de 90 dias para análise do EVU. A partir da análise deste documento e do Projeto Legal, a empresa aguardará a liberação das licenças para início das obras.

Quem é a empresa que administra o Cais Mauá, quem são seus sócios, sua origem, seu capital social registrado?

Quem é a empresa que administra o Cais Mauá, quem são seus sócios, sua origem, seu capital social registrado?

Os acionistas da Cais Mauá do Brasil S/A são: CONTERN CONSTRUÇÕES E COMÉRCIO LTDA. (10%), GSS HOLDING LTDA. (51%) e FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES PORTO CAIS MAUÁ (39%). O Fundo de Investimento em Participações Cais Mauá do Brasil (FIP CMB) possui 91,4 milhões de Patrimônio Líquido de acordo com o seu último Balanço Auditado, referente ao exercício de 2014. O patrimônio total dos acionistas diretos e indiretos da Cais Mauá do Brasil S/A. é de aproximadamente R$ 3,3 bilhões, o que demonstra a força financeira e a disponibilidade de recursos para execução do projeto.

Por que a demora no projeto?

Por que a demora no projeto?

São várias etapas. A empresa vem investindo recursos próprios já tendo investido no projeto mais de R$ 30 milhões (de um total estimado de R$ 500 milhões. Além disso, durante este período, vem executando um trabalho árduo, buscando cumprir todas as exigências legais para que sejam iniciadas as etapas da revitalização. A Cais Mauá do Brasil S/A acredita na revitalização e vai continuar empenhando todos os esforços necessários para que ela se torne uma realidade.

O Cais Mauá está sendo preparado para ser uma área para a população, para a cidade, ou para especulação imobiliária, concentrando na construção de edifícios residenciais e comerciais?

O Cais Mauá está sendo preparado para ser uma área para a população, para a cidade, ou para especulação imobiliária, concentrando na construção de edifícios residenciais e comerciais?

O objetivo da revitalização é devolver o Cais Mauá aos porto-alegrenses e ao público em geral, e não de gerar especulação imobiliária. Alguns números importantes sobre as áreas de acesso ao público:

181 mil m² de área total arrendada, sendo 93 mil m² de área externa livre para lazer da população.
Entrega de 10 praças (sendo uma revitalizada) com mais de 11 mil m²
(corresponde, em relação ao centro da cidade, a um aumento de 40% em número de praças e 64% em área verde).
3.200 metros de waterfront para a população contemplar o Rio Guaíba.

Também está prevista a construção de ciclovia e espaços com equipamentos para prática de exercícios físicos, bem como brinquedos infantis. Tudo isso estará à disposição da população que poderá acessar a área do cais Mauá e frequentar todas as praças, passear pelos armazéns, contemplar as águas do Guaíba e utilizar os espaços de convívio, tudo absolutamente gratuito.

Onde será construído o centro comercial e qual será a sua altura?

Onde será construído o centro comercial e qual será a sua altura?

O projeto de revitalização prevê a construção de um centro comercial horizontal com 14 metros de altura na área do Gasômetro. A edificação contará com 2 pavimentos de estacionamento e um pavimento de área comercial com mezanino. O regime urbanístico da cidade permite até 18 metros de altura para o corpo da edificação, contudo, optou-se por restringir-se aos 14 metros, exatamente para não inviabilizar a vista para o Guaíba. O projeto de revitalização do cais Mauá segue rigorosamente e, sem exceção, todas as orientações indicadas pelo Plano Diretor de Porto Alegre e pelo regime especial definido para a área no ano de 2010, de acordo com a LC 638/2010.

O que funcionará nos armazéns?

O que funcionará nos armazéns?

O Projeto contempla diferentes usos para a área. O pórtico central e os armazéns A e B serão destinados a cultura. Os armazéns do A1 ao A5 vão abrigar operações de gastronomia e varejo. O A6 será um armazém destinado a eventos.

No armazém B1, haverá uma praça de alimentação. O armazém B2 será destinado ao setor de serviços, pequenos comércios e conveniências. No B3, irá funcionar um terminal hidroviário com linhas de transporte e passeios de turismo pelas águas do Guaíba.

Assista nosso vídeo na Home.

Acompanhe nossas notícias em nossa fanpage: www.facebook.com/caismauaoficial

E os guindastes que foram retirados do Cais Mauá ?

E os guindastes que foram retirados do Cais Mauá ?

O edital prevê a manutenção e restauração de quatro guindastes pela Cais Mauá do Brasil S/A. A retirada dos demais e sua destinação é de responsabilidade exclusiva da SPH, conforme previsto no edital.
Os outros 7 guindastes que pertenciam a União foram retirados do Cais Mauá em fevereiro de 2015 pela SPH. A Cais Mauá não tem nenhuma alçada sobre estes equipamentos.

O muro da Mauá será derrubado?

O muro da Mauá será derrubado?

O projeto prevê a recuperação do muro, que faz parte do sistema de proteção contra enchentes de Porto Alegre. A permanência do muro é um condicionamento do projeto determinado pela prefeitura.
Alternativas paisagísticas estão sendo desenvolvidas para humanizar e integrar o muro ao projeto.

Leia matéria sobre o tema em nosso site em: Notícias.

A população terá acesso ao Guaíba?

A população terá acesso ao Guaíba?

Após a conclusão da revitalização, não haverá nada que impeça a população de ter acesso a todo o empreendimento e às águas do Guaíba. A única limitação será a segurança dos visitantes. Além disso, o projeto prevê a instalação de guarda-corpo, com cerca de um metro de altura, que será instalado entre a borda do cais e o calçamento de paralelepípedo. Ou seja, será possível passear à beira das águas e apreciar o pôr-do-sol nas praças ou nas mesas de bares e restaurantes.

Além disso, haverá possibilidade de caminhar por uma faixa contínua de 3,2 km por toda a orla, no cais Mauá.

Como está a comercialização dos empreendimentos?

Como está a comercialização dos empreendimentos?

Neste momento o projeto comercial está na fase de reserva de espaços. Diversos empresários têm procurado a Cais Mauá para demonstrar seu interesse em se instalar no local. Assim que todas as licenças e autorizações relativas ao projeto forem obtidas, o empreendimento entrará na fase de comercialização efetiva dos espaços. O Cais revitalizado somente na área do Setor Armazéns terá mais de 50 espaços disponíveis para diferentes negócios. O Cais Mauá é uma ótima oportunidade para investidores e parceiros comerciais, que contarão com uma grande estrutura em um espaço nobre da capital gaúcha.
Contato para comercialização:
Telefone (51) 3072-1050 - setor comercial

Por que o arquiteto Jaime Lerner e o escritório B720 foram contratados sem licitação?

Por que o arquiteto Jaime Lerner e o escritório B720 foram contratados sem licitação?

O consórcio vencedor da licitação é privado, portanto, pode contratar sem necessidade de licitação. A Cais Mauá contratou dois dos melhores e mais conceituados arquitetos do mundo, pois afinal de contas, a cidade merece o melhor!

Quais são os modelos internacionais nos quais o projeto foi inspirado?

Quais são os modelos internacionais nos quais o projeto foi inspirado?

O projeto de revitalização do Cais Mauá tem como referência portos importantes pelo mundo. O Porto Ântico, em Gênova (Itália), por exemplo, tem um importante centro de congressos, eventos e uma feira náutica.

O Port Vell, em Barcelona (Espanha), contempla, em sua operação, o Imax Aquarium, o maior aquário da Europa, e um grande complexo de edifícios-escritórios que se integra ao empreendimento.

Também os portos Victoria & Alfred Waterfront, na Cidade do Cabo (África do Sul), e Inner Harbor, em Baltimore (EUA), o Puerto Madero, em Buenos Aires (Argentina) e a Estação das Docas, em Belém do Pará (Brasil) têm aspectos que inspiraram o projeto de restauração do cais do porto de Porto Alegre.

Por que a empresa Cais Mauá não debatia com a sociedade o Projeto de Revitalização?

Por que a empresa Cais Mauá não debatia com a sociedade o Projeto de Revitalização?

Porque a empresa esperava os estudos do EIA-RIMA, para avaliar seus resultados com a sociedade. Portanto, a partir de agora o Cais Mauá dispõe de todas as redes sociais para informações.
Você pode nos acompanhar através do:
facebook
https://www.facebook.com/caismauaoficial
Instagram
https://instagram.com/caismauaoficial/
Twitter
https://twitter.com/caismauaoficial

Por que um espaço que é público, como a área destinada à revitalização do Complexo Cais Mauá, não é 100% destinado a acesso amplo e irrestrito da população, sem atividade comercial?

Por que um espaço que é público, como a área destinada à revitalização do Complexo Cais Mauá, não é 100% destinado a acesso amplo e irrestrito da população, sem atividade comercial?

É interessante lembrar que, caso o espaço fosse 100% público o Estado não teria a receita do arrendamento e teria que gastar uma grande quantidade de recursos na revitalização de toda a área do Complexo Cais Mauá. Evidentemente que os recursos aplicados nesta revitalização deveriam sair de alguma outra parte do orçamento público. É também importante ressaltar que a grande maioria da revitalização de portos no mundo seguiu um caminho muito semelhante ao projeto de Revitalização Cais Mauá.

Como ficará o trânsito na área do cais Mauá?

Como ficará o trânsito na área do cais Mauá?

O transporte público será incentivado. Novas linhas de ônibus e lotação serão direcionadas à região, conforme diretrizes da EPTC. Será proibido o estacionamento de veículos no lado direito da Av. Mauá, ao longo do muro, onde estão previstas paradas de ônibus, ponto de táxi e locais de desembarque. Além disso, o local já é atendido pelos terminais de transporte hidroviário e pela Trensurb, através dos quais os usuários têm acesso ao cais Mauá pela passagem subterrânea para embarque e desembarque do catamarã.

O Centro Comercial poderá afetar a vista de quem mora na região?

O Centro Comercial poderá afetar a vista de quem mora na região?

O ponto mais alto do Centro Comercial, estará apenas a 4 metros acima do telhado dos armazéns e é bem mais baixo que o Gasômetro, por exemplo.

E as torres poderão afetar a vista?

E as torres poderão afetar a vista?

O limite de altura respeita o plano diretor da cidade, com limitação máxima de 100 metros. Isso não mudará a referência vertical desta parte da cidade. Salientamos que, na localização onde serão construídos os 3 prédios comerciais, existem apenas prédios de estacionamento para o lado da Avenida Mauá, portanto, não afetará vista de nenhum morador. As torres localizam-se no setor Docas, próximo a Rodoviária.

O centro comercial e as torres poderão bloquear o trânsito de pessoas que desejam passear pela orla do Guaíba?

O centro comercial e as torres poderão bloquear o trânsito de pessoas que desejam passear pela orla do Guaíba?

Não, ao contrário. O centro comercial ficará a uma distância de 15 metros do Guaíba o que permitirá que as pessoas caminhem livremente pela orla. O Centro Comercial e as torres não impedirão que as pessoas se aproximem do Guaíba, pois existe um recuo para isso.

Por que a empresa Cais Mauá não debatia com a sociedade o Projeto de Revitalização?

Por que a empresa Cais Mauá não debatia com a sociedade o Projeto de Revitalização?

Porque a empresa esperava os estudos do EIA-RIMA, para avaliar seus resultados. Portanto, a partir de agora o Cais Mauá dispõe de todas as redes sociais para informações.
Você pode nos acompanhar através do:
facebook
https://www.facebook.com/caismauaoficial
Instagram
https://instagram.com/caismauaoficial/
Twitter
https://twitter.com/caismauaoficial

Além disso, é um projeto grandioso e passa por diversas etapas burocráticas. Recentemente a empresa conseguiu a liberação da Licença de Instalação para dar início as obras e elas estão em pleno curso.

Será construída uma passarela na praça Brigadeiro Sampaio. Essa obra pode comprometer o lazer das pessoas frequentadoras do local? Porque serão removidas árvores da praça?

Será construída uma passarela na praça Brigadeiro Sampaio. Essa obra pode comprometer o lazer das pessoas frequentadoras do local? Porque serão removidas árvores da praça?

Será executada uma passarela com 10 metros de largura que ligará a Praça Brigadeiro Sampaio ao Centro Comercial que será construído no setor Gasômetro do empreendimento (área do complexo próxima à Usina do Gasômetro). Esta passarela sobre a Av. Presidente João Goulart possibilitará o acesso de pedestres de forma direta e segura ao empreendimento. Tal intervenção foi validada no Estudo de Tráfego e no Plano Funcional apresentado no EIA-RIMA. Em função da execução desta passarela, serão removidas 17 árvores da praça (15 a serem suprimidas e duas a serem removidas e replantadas no entorno imediato). Estas árvores já estão contabilizadas no número total de árvores removidas, assim como a compensação também está prevista (contabilizada) no número de novas mudas a serem plantadas.

O projeto prevê ciclovia para a região?

O projeto prevê ciclovia para a região?

Sim. O projeto de Revitalização do cais Mauá prevê uma ciclovia com extensão de 8,7 quilômetros e vai implantar bicicletários com pelo menos 350 vagas. A ciclovia se iniciará no novo portão previsto em frente à Rua Caldas Júnior e que irá conectar-se com a ciclovia do Projeto da Orla, conforme trajeto definido a partir da orientação dos técnicos da EPTC.

Porque não será realizado o rebaixamento da Avenida João Goulart?

Porque não será realizado o rebaixamento da Avenida João Goulart?

O não rebaixamento da Av. João Goulart foi uma decisão da prefeitura da Capital, em razão do “alto custo para os cofres públicos” e do transtorno que uma obra desta causaria para a cidade em um trecho que é o principal acesso em direção à zona sul da cidade. A alternativa para ligar a Praça Brigadeiro Sampaio ao futuro centro comercial localizado no setor Gasômetro do cais Mauá será realizada através de uma passarela com 10 metros de largura. A decisão não é de agora, ela foi tomada em 2010, pois já consta no EIA-RIMA, documento aprovado em 23 de dezembro de 2015.

Quando serão realizadas as obras no Cais Mauá?

Quando serão realizadas as obras no Cais Mauá?

No dia 5 de dezembro de 2017 foi finalmente entregue a Licença de Instalação (LI) pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre, que permite a execução das obras da primeira fase do projeto.

As obras deram início no dia 1 de março quando foi assinado o contrato com a prefeitura e o governo do Estado, em cerimônia realizada no cais Mauá.